Os belos e coloridos CESTOS DE GANA e um exemplo de fair trade

Como não se encantar com essas fotos? É difícil dizer o que é mais atraente, os belíssimos e coloridos cestos ou os rostos estampando esses sorrisos maravilhosos de quem fez um lindo trabalho e se orgulha dele.

A história por trás destas fotos: estas são imagens do site da Baba Tree Basket Company, empresa fundada pelo canadense Gregory MacCarthy com a premissa do fair trade, ou seja, através do comércio justo e ético gerar renda para a comunidade de artesãos de Bolgatanga, no norte de Gana.




Hoje, devido ao trabalho de Gregory e da Baba Tree, artesãos, que por mais de 40 anos viveram à margem do comércio, recebem o preço mais alto possível da região por um produto artesanal de excelente qualidade. Todos os dias, dezenas, às vezes centenas de artesãos – homens, mulheres, crianças e estudantes – chegam à sede da Baba Tree para negociar, trabalhar e discutir problemas da aldeia.

Os cestos não são baratos e a empresa vive em busca de novas formas para negociar os produtos destes artesãos, este ano, por exemplo, lançaram a venda direta através do site e restringiram ao máximo as vendas por atacado, onde as margens de lucro são bem menores. Mesmo assim, segundo Gregory: “as vendas pelo site não estão decolando como deveriam. Eu não sei se é porque nós estamos entre os mais caros fabricantes de cestos, se é falta de marketing inteligente da nossa parte, ou se as pessoas têm medo de pedir produtos diretamente da África, porque pensam que seu dinheiro poderia desaparecer em algum buraco negro ou talvez porque achem que possam pegar Ebola a partir de nossas cestas. Poderia ser uma combinação de todos os três… Depois de 10 anos no mercado nós ainda estamos definindo nossa melhor estratégia de vendas.

Bem, quanto a estarem ou não usando a estratégia certa de marketing ou se as pessoas estão com medo de pegar Ebola eu não tenho nada a dizer, mas quanto ao fato dos cestos serem caros, aí eu acho que esse é um termo meio relativo. Se considerarmos que um cesto pequeno de 40 cm leva de 36 a 100 horas pra ser feito e que cerca de 25 mil nós precisam ser dados para se conseguir a trama (pense no que devem sofrer as mãos) então eu realmente não sei se 100 ou 200 dólares por um cesto é realmente muito dinheiro a se pagar.

Além disso, qual não é um prazer de se ter um cesto lindo desses em casa e ainda ter certeza que quem fez esse trabalho artesanal magnífico recebeu um valor justo pelo seu trabalho e pode sustentar a si próprio e a sua família com dignidade?

Cabe a nós, consumidores, fazermos o nosso papel e comprarmos produtos de empresas que valorizam o comércio justo e ético. E, para quem é empresário: sim, dá pra ganhar dinheiro sem explorar o trabalho alheio, mesmo – ou principalmente – num mundo globalizado.

Ah, sim, as compras pelo site da Baba Tree são seguras, eles enviam para o mundo inteiro com uma taxa de entrega de 10 dólares (grátis para compras acima de 300 dólares) e ainda estão agora oferecendo um desconto de 20% com o código BABACHRISTMAS – e você certamente não vai pegar Ebola.

Quer ver mais fotos, acompanhar o trabalho dos artesãos e se encantar com mais sorrisos? Siga a Baba Tree Baskets pelo Instagram!

Fonte: LinkedIn e Style in Africa





Deixe seu comentário.