Novos tempos exigem novas decisões

Novos tempos exigem novas decisões

É engraçado como você às vezes pega um texto, que foi dito com um objetivo e acaba conseguindo relacioná-lo a um contexto completamente diferente, de acordo com a sua própria vivência e experiência. Isso acontece comigo o tempo todo.

Seth Godin, é uma das personalidades mais ativas e criativas do marketing mundial, já escreveu vários livros, todos best-sellers, já foi vice-presidente de marketing da Yahoo! e hoje, além de palestrante, escreve diariamente no sethgodin.typepad.com e é seguido, curtido e admirado por milhares de pessoas. Inclusive por mim.

Seus textos são direcionados a uma evolução profissional, ele fala em como tomar atitudes, pensar fora da caixa, explorar novas possibilidades, mas sempre direcionado ao lado profissional, empresarial.

E esse foi um dos seus últimos, publicado em 22/06/15:

Novos Tempos Exigem Novas Decisões
Aquelas escolhas cruciais que você fez um dia, elas foram baseadas no que você sabia sobre o mundo como ele era.
Mas agora, você sabe mais e o mundo é diferente.
Então, por que gastar tanto tempo defendendo essas escolhas?
Não re-decidimos muitas vezes, o que significa que a maioria do nosso tempo é gasto fazendo, não escolhendo. E se o mundo não está mudando (se você não está mudando) fazer isso realmente faz sentido.
O problema vem com o fato de você se apegar ao seu status quo e viver com medo de fazer outras escolhas, escolhas que podem não funcionar.
Você pode ter estado certo antes, mas agora não é antes, é agora.
Se o mundo não está diferente, não há necessidade de se tomar uma nova decisão.
A pergunta é, “o mundo está diferente agora?”

Realmente, por que a gente se apega tanto a decisões e escolhas, que foram tomadas anos atrás, num outro contexto, numa outra vida?

Me peguei outro dia comentando com uma amiga e choramingando por ter anos atrás gasto uma fortuna em persianas para uma casa, que um dia se foi e com ela as tais persianas, que ninguém quis comprar. E aqui estava eu, anos depois, me recriminando por ter jogado todo aquele dinheiro fora, em vez de ter gasto com coisas que eu nunca perderia, ou ninguém nunca me tomaria, como, por exemplo, experiências e conhecimento adquiridos em cursos ou viagens.

What a hell!

Aquelas persianas foram compradas para uma casa, que era a casa dos meus sonhos na época e o dinheiro gasto, foi bem gasto e cumpriu o seu papel, que foi o de me fazer feliz com a minha casa tão linda. Por que me aborrecer hoje que a casa se foi e que as persianas, e o dinheiro gasto com elas, foram parar no lixo? Na época foi a decisão certa para um objetivo que me pareceu certo na hora.

Como bem disse Seth Godin, não devemos ter medo de mudar nossas escolhas passadas, se o mundo mudou e se nós mudamos. Ao mesmo tempo, não podemos nos recriminar por escolhas feitas e decisões tomadas no passado, quando o mundo era outro e nós éramos outros.

Eu estou agora em paz comigo mesma e com as minhas persianas.

 

Já ouviu falar do Holstee Manifesto? Pare também de choramingar e siga-o!

Deixe seu comentário.