Um apê em Paris moderno, arejado e com um toque exótico

O que a gente normalmente espera encontrar em um apartamento num prédio do século 18 no centro de Paris? Cômodos apertados? Sombrios? Uma decoração pesada? Não neste aqui.

Pierre Frey, um dos herdeiros de uma das mais tradicionais e importantes empresas de têxteis e decoração da França, reformou os últimos dois andares do prédio, onde está instalada há 80 anos a sede da empresa fundada por seu avô, e transformou o que antes era um andar de escritórios e o sótão em um refúgio moderno, arejado e com um toque exótico.



O resultado é uma decoração eclética, com uma mistura de objetos antigos, peças modernas de design e muitos dos tecidos criados por sua família – que iluminam e alegram todos os ambientes. Eu gosto muito dessa mistura e desse toque inesperado, pra mim é o que dá charme e personalidade a qualquer ambiente. A madeira rústica das cadeiras da cozinha, junto com os tampos de mármore de Carrara da mesa e das bancadas e a sensacional luminária Vertigo da designer Constance Guisset para a Petite Friture. A estante pintada num lindo tom de coral, onde livros, presentes, lembranças de viagem e a coleção de chapéus Panamá de Pierre ficam expostas. O Juju Hat trazido dos Camarões na parede da sala, o quadro de borboletas, o cocar de uma tribo indígena brasileira comprado de um colecionador.

Eu não conheço pessoalmente Pierre Frey, mas, ao ver seu apartamento, imagino que ele seja moderno, simpático, goste de viajar, respeite tradições e trabalho artesanal, ao mesmo tempo em que está aberto ao novo e ao moderno. Deve ser uma pessoa interessante.

Fonte: Marie Claire Maison

Deixe seu comentário.