Inspiração para o fim de semana

Quarta e quinta-feira são sempre os meus dias de planejamento para o fim de semana. Antes, morando em um mini-micro apartamento, os planos geralmente envolviam passeios, agora, com mais espaço, os planos são para aproveitar e curtir a casa. Então, já que agora tenho como meu playground uma verdadeira cozinha, e não mais um corredor apertado, os planos para o fim de semana têm sido cozinhar muuuito.

E como funciona esse meu planejamento? É pesquisa inspiratória mesmo, vale tudo, site, blog, tumblr, pinterest, facebook, instagram, revista, vitrine, até o que vi na mão de alguém, livro de receita da minha avó, fotos antigas de almoços na casa da minha sogra ou de uma viagem. Uma coisa leva à outra, começo num caminho e vou parar em outro e depois nem sei mais o que me levou a tal lugar. Portanto, vou logo avisando, se eu publicar uma foto e não der o devido crédito, sinto muito, não é má intenção, é que eu não sei mesmo de onde tirei. Vi uma foto, gostei, salvei no computador e não me preocupei em anotar os créditos, até porque, na maioria das vezes, não me interessam esses detalhes, minha intenção nessa hora é me inspirar apenas com a aparência.

O conteúdo, ou modo de fazer e ingredientes, é escolhido de acordo com o que tenho em casa, com o que estou com vontade de comer, com o tempo que tenho, com o dinheiro que quero gastar e com o que encontrei para comprar. Cozinhar para mim é tipo uma brincadeira, se tiver que ficar pronto num determinado horário ou se tiver que seguir alguma coisa que não me agrada, então já perdi a vontade. Quantas vezes já escolhi uma receita, aí não encontro um dos ingredientes, ou não gosto de algum, ou o dito cujo está muito caro, ou o modo de fazer é muito complicado, então eu simplesmente mudo! Pego as quantidades de uma receita, o modo de fazer de outra, os ingredientes de mais outra, e no fim sai uma receita nova, a minha.

Hoje em dia ainda me preocupo em anotar minhas invenções, mas já houve tempo que eu nem anotava e depois, se ficava bom, eu não sabia mais fazer de novo. Ou então, alguma combinação não funcionava e eu cometia o mesmo erro na próxima vez que tentava fazer.

Mas é exatamente assim que funciona comigo: não sou chef, nunca estudei gastronomia, não pretendo ganhar nenhum concurso de dona de casa, mãe e esposa perfeita. Sou só uma mulher que, anos atrás, aos 20 e poucos anos, vinda de uma casa sempre com muitos empregados e que nunca na vida tinha chegado perto de um fogão, de repente se viu morando na Alemanha, casada, sem empregadas e… com fome!

As alternativas eram: aprender a cozinhar ou aprender a cozinhar. Aprendi e, para minha sorte, gostei!

E a semanal viagem de inspiração começa…

Bolo de laranja? Já tenho uma ótima receita, mas está decoração está especial…

Esta está linda, mas não gosto de figos e camadas são complicadas demais pro meu gosto.

A torta de maçãs mais linda que já vi na vida…

Esse está especialmente interessante: Bolo de cenoura e maçãs com nozes caramelizadas. Visto aqui.

Pão? Até que não seria má ideia. Faz tempo que não faço.

Pois é, essas foram as escolhas dessa semana. Depois eu conto no que deu.

Tags from the story
, ,

Deixe seu comentário.