Faux Gras: A alternativa vegetariana para o Foie Gras

Uma lei sancionada recentemente pelo governo de São Paulo, que proíbe a produção e venda de foie gras, vem gerando a maior revolta por parte de chefs de cozinha e donos de restaurante. Eles consideram a decisão como uma “regressão de uma questão cultural” e “castração de liberdade”. Bem, se pensarmos bem, manter escravos também já foi uma questão cultural e multar quem dirige alcoolizado também não deixa de ser uma “castração de liberdade” de quem quer encher a cara e sair dirigindo. Ou seja, exageros à parte, só porque uma coisa é feita há anos, não quer dizer que ela seja certa e boa.

Eu não pertenço a nenhum dos lados da polêmica, não ganho dinheiro vendendo foie gras, não sou ativista dos direitos dos animais, não sou política, não sou gourmet, nem chef de cozinha, mas também nunca comi e nem nunca vou comer essa iguaria típica da culinária francesa simplesmente porque sei como ela é feita e não consigo colocar um negócio desses na minha boca. Pra mim, um bom patê de fígado já é suficiente, não me interessam as explicações dos entendidos de que o foie gras tem consistência mais amanteigada e sabor mais suave que o patê de fígado normal – devem ter razão, mas essa é uma experiência gastronômica que eu prefiro não ter.

O foie gras já é proibido há muito tempo em vários países como Finlândia, Dinamarca, Suécia, Alemanha, Áustria, Israel, Noruega, todos eles bem mais engajados e mais avançados que a gente na proteção dos direitos dos animais, mas agora, segundo conta David Lebovitz em um de seus últimos posts, até a França já está começando a rever os seus conceitos.

David Lebovitz é um chef confeiteiro americano que vive em Paris. Além de blogueiro, colaborador de várias revistas gastronômicas importantes e autor de vários livros de culinária, David também é um grande cronista de costumes e assim, junto com suas ótimas receitas e belas fotos, sua narração vem sempre recheada de comentários sobre os franceses e as peculiaridades da vida na França, tudo sempre com muito bom humor e fina ironia. O seu livro A Doce Vida em Paris é uma leitura deliciosa (sem trocadilho) e divertida.

Neste post em seu blog, ele conta que, até na França, terra onde o foie gras faz parte do patrimônio culinário há centenas de anos, os costumes estão mudando, as pessoas estão cada vez mais interessadas em conhecer a origem dos alimentos e se empenhando em adquirir hábitos alimentares mais saudáveis e mais conscientes. E compartilha uma receita vegetariana como alternativa ao foie gras, o faux gras, feito com lentilhas e cogumelos, que, segundo ele, é tão saboroso quanto.

Claro que, tanto lá, como aqui, mudanças acontecem lentamente e nossa primeira reação é geralmente rejeitar as novidades, mas como para tudo é preciso sempre um primeiro passo, essa receita pode ser o primeiro passo para os órfãos do foie gras.

 

Faux Gras
Ingredientes:
12 cogumelos de paris de tamanho médio (100g, cerca de 1 xícara)
2 colheres de sopa de azeite
2 colheres de sopa de manteiga, com ou sem sal
1 pequena cebola picada
2 dentes de alho picado
2 xícaras (400g) de lentilhas cozidas
1 xícara (140g) de nozes ou pecans tostadas
2 colheres de sopa de suco de limão
1 colher de sopa de molho de soja
2 colheres de sopa de alecrim picado
2 colheres de sopa de tomilho picado
2 colheres de sopa de sálvia ou salsa picadas
2 colheres de chá de conhaque (opcional)
1 colher de chá de açúcar mascavo
1/8 de colher de chá de pimenta cayenne
Sal e pimenta moída a gosto
Modo de Fazer:
Lave bem os cogumelos, e corte-os em fatias. Aqueça o azeite e a manteiga numa frigideira. Adicione a cebola e o alho e cozinhe até que a cebola fique transparente, 5 a 6 minutos. Adicione os cogumelos e cozinhe até que estejam macios, mais 5 a 8 minutos. Tire do fogo.
No processador, coloque as lentilhas, as nozes, o suco de limão, o molho de soja, as ervas, conhaque, o açúcar e a pimenta cayenne, a mistura dos cogumelos e bata até virar uma pasta. Prove e, se necessário, acrescente sal, pimenta, molho de soja ou suco de limão.
Coloque o patê numa pequena travessa e leve à geladeira por algumas horas, até que esteja firme.

Tags from the story

Deixe seu comentário.