Bokja - móveis com tecidos étnicos vintage

Bokja: Design libanês com respeito às tradições

Eu tenho uma verdadeira paixão por tecidos étnicos vintage, bordados e cor. Então, quando me deparei com essas poltronas há algum tempo atrás, quase fiquei sem fôlego. E não me contive em procurar saber um pouco mais sobre esse magnífico trabalho e também quem o faz.

Bokja: Design libanês com muita cor e respeito às tradições

Por trás dessas belíssimas peças está a Bokja, empresa localizada em Beirute, no Líbano, e liderada por Hoda Baroudi e Maria Hibri. Junto com uma talentosa equipe de artesãos locais, as duas revestem estofados com tecidos étnicos vintage da Ásia Central e do Oriente Médio, criando uma espécie de colagem vibrante e ricamente texturizada e transformando móveis produzidos em massa em obras de arte únicas e exuberantes.

 

Bokja é uma antiga palavra turca que descreve um tecido primorosamente trabalhado, criado para cobrir o enxoval de uma noiva, geralmente tecido à mão por um membro da família. Este tecido é uma lembrança do seu passado e é para ser guardado como um tesouro em sua nova vida como uma mulher casada. De certa forma, é uma celebração da vida e de suas infinitas possibilidades. (Hoda Baroudi e Maria Hibri)

 

Quando as criadoras da Bokja se conheceram, apresentadas por um amigo em comum, Maria já era uma experiente negociante de antiguidades e Hoda colecionava tecidos antigos de todo o mundo.

Foi uma conexão imediata de almas e paixões, as duas compartilham o amor e a admiração pela tradição por trás de cada chintz russo, suzani tribal, veludo da Anatólia e brocados de seda da província de Sichuan.

Assim, Maria e Hoda dedicam-se há 15 anos a preservar essas histórias e as usam para tecer novas.

 

Bokja tem, na verdade, camadas e camadas de significado, nós gostamos de misturar tecidos de diferentes proveniências, colocando-os lado a lado e às vezes um em cima do outro. Eles criam uma nova harmonia juntos, que rompe fronteiras geográficas e culturais com a celebração de suas diferenças e semelhanças. (Hoda Baroudi e Maria Hibri)

 

Que trabalho belíssimo! Não somente as peças são fantásticas, mas toda a produção preserva o espírito e os princípios da sustentabilidade e da reciclagem, incentiva o trabalho artesanal, o design com consciência – em vez da produção de massa – e promove o comércio justo, valorizando e apoiando a mão de obra local.

Boêmio, móveis, cor, design, Líbano
Hoda Baroudi e Maria Hibri. Além de talentosas, as danadas ainda são bonitas.

Se algum dia eu for ao Líbano, eu certamente vou querer conhecer a Bokja e essas duas mulheres impressionantes.

Fonte: Odile Hain Photography, Line Shape Colour, Iconoclast Daily

Tags from the story
,

Deixe seu comentário.